×
×
CRIANDO OPORTUNIDADES, CONECTADO COM VOCÊ. ANUNCIE NO CONEXÃO

A Academia Gloriense de Letras instala o Movimento Cultural Via Láctea em Nossa Senhora da Glória

Postado em - 23 de outubro de 2016 - 9:30 - Sem Comentários

A Academia Gloriense de Letras (AGL) realizou na noite de ontem, 22, a Sessão Solene Instalação do Movimento Cultural Via Láctea (MVL), Posse e Diplomação de seus oito primeiros membros.  A cerimônia coroou com requinte e elegância uma semana de intensas atividades culturais.

Desde o dia 19, a AGL vem promovendo em diversos espaços da cidade, sobretudo nas escolas públicas e particulares, inúmeras atividades que envolveram música, poesia, dança, teatro, cinema, oficinas e rodas de debate. Todas essas ações integram a Semana Literária do “II Encontro Gloriense de Escritores e Leitores – EGEL”. Esse evento, que terá seu ponto culminante neste domingo, 23, com o lançamento da antologia “A Glória das Letras no Sertão das Palavras”,  transformou a cidade num grande celeiro cultural.

 O MVL, instalado ontem, teve como palco a Câmara Municipal de Vereadores de Nossa Senhora da Glória e reuniu diversas autoridades, profissionais liberais, educadores e uma representante da Academia de Letras de Aracaju, Profa. Ana Leal, que também ministrou uma oficina sobre Mito e Poesia no mesmo dia.

Durante a elegante cerimônia, o presidente da AGL, Jorge Henrique Vieira Santos, deu posse aos membros fundadores do MOVIMENTO VIA LÁCTEA: Aparecida Sousa (do Palácio das Artes), Joana Melo, Lizzy Melo, Lizandra Mota, Viviane Andrade, Vanioraria Lima, Miriam Amaral e Danillo Aragão. Todos artistas ou agentes culturais locais ligados a diversos segmentos.

A proposta de criar o MVL, segundo as palavras do próprio Presidente da AGL, o poeta e professor Jorge Henrique, se deu pela necessidade de articular agentes fomentadores da cultura local que vinham desenvolvendo isoladamente suas ações. Além disso, com o apoio desse movimento vinculado à AGL, a academia pretende ampliar a abrangência de suas ações, extrapolando o universo das letras e agregando às ações que desenvolvem outros segmentos que muito fazem pelo fortalecimento da cultura local.

E o MVL já mostrou a que veio. Ao longo da Semana Literária, seus oito membros envolveram-se em todas as atividades, colaborando enormemente para o sucesso do evento.

Como foi dito acima, a antologia que marca o ponto culminante do EGEL 2016, é uma obra que também cumpre a função para a qual foi concebida. Reúne e traz ao público textos de quarenta escritores da região. São contos, crônicas,  poemas, ensaios, reflexões e reminiscências que buscam revelar os novos talentos locais. Além deles, há na antologia os 15 textos finalistas do “II Concurso Literário Profa. Mária Iracema dos Santos”, que buscam revelar os talentos glorienses amanhã.

Com a realização do EGEL e a instalação da Movimento Cultural Via Láctea a AGL dá com firmeza mais um decisivo passo para a consolidação de sua meta e se consagra como a grande mediadora da cultura de Nossa Senhora da Glória. Vida longa à AGL!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.